segunda-feira, outubro 06, 2008

Falar em Igreja

De tempos a tempos, surge em público a questão sobre se a Igreja em Portugal deveria ter ou não um órgão nacional na imprensa para funcionar como voz oficial, que deixasse claras as posições da hierarquia católica a respeito dos mais diversos temas da actualidade, permitindo também esclarecer falsidades ou deturpações lançadas noutros meios.
Deixando de lado o facto – relevante – de não existirem Igrejas “nacionais” no nosso mundo católico, a grande questão passa, mais do que pela existência de um ou de centenas de meios de comunicação social, pela centralização de posições e opiniões num número restrito de pessoas, por mais responsabilidades que tenham, algo que acaba por parecer um contra-senso numa sociedade cada vez mais aberta ao pluralismo e a novos protagonismos.
É verdade que nem todos podem falar em nome da Igreja, mas é curioso notar que, quando se quer saber a posição católica sobre determinado tema, só se assumam como possíveis interlocutores os seus Bispos ou, no máximo, um ou outro sacerdote mais mediático. A Igreja não pode falar sobre a crise em Wall Street? Ou sobre alterações legislativas em curso no nosso país? Ou sobre a onda de criminalidade que enche os ecrãs e as páginas dos jornais?
Pode e deve, parece ser a resposta mais óbvia. O que não parece lógico é que se peça sempre aos mesmos que falem de tudo, do futebol à economia, da política à justiça, da cultura às novas tecnologias.
Em Fátima, nas Jornadas Nacionais das Comunicações Sociais, o Bispo de Coimbra deixou um apelo directo a todos os baptizados: é preciso “dar a cara”. Em especial, pediu aos jornalistas que se assumam como vozes católicas no meio do barulho mediático, reagindo quando for oportuno às pequenas e grandes provocações que a altivez (e ignorância) de muitos vão lançando de forma indiscriminada e, quase sempre, pouco fundamentada.
Falar em Igreja é, afinal, falar como comunidade e não como um mero espectador desiludido com o desempenho da sua equipa, mas impossibilitado de entrar em campo. Independentemente dos meios existentes – e os novos tempos da Internet permitem uma diversificação cada vez maior -, o problema da ausência de voz e de vez persistirá enquanto os católicos não se sentirem comprometidos nesta causa, procurando e oferecendo informação quando forem chamados a isso.

Octávio Carmo

1 comentário:

osátiro disse...

Pedido para se parar com a violência contra os Católicos Indianos.
Portugal:
informationandculture@indembassy-lisbon.org
Brasil:
ambassador@indianembassy.org.br


Ex.Mo Senhor Embaixador

Nas últimas semanas os Cristãos Indianos, e os Católicos em particular, tem sido alvo de perseguições criminosas que provocaram dezenas de mortos, casas e igrejas destruídas e a fuga de milhares de Indianos para a selva ou campo.

60 cristãos assassinados na Índia [01-10-2008]
Inação do governo preocupa os bispos da Ásia

Bispos da Índia exigem fim dos ataques contra cristãos [29-09-2008]
Acusam formalmente os grupos extremistas hindus de planejar a violência

Cardeal Gracias: violência anticristã na Índia é «loucura» [24-09-2008]
O arcebispo de Cuttack-Bhubaneswar é ameaçado de morte

Três novos assassinatos de cristãos na Índia, entre eles um sacerdote [23-09-2008]
O arcebispo de Gênova denuncia a «onda de cristofobia» na Índia e em outros países

Extremistas hindus queimam catedral de Jabalpur [19-09-2008]
Ajuda à Igreja que Sofre convoca orações para o dia 24 de setembro

Estende-se violência contra cristãos na Índia [17-09-2008]
Várias igrejas atacadas no domingo passado

«Por que os cristãos valem menos que os ursos?», pergunta cardeal [12-09-2008]
O arcebispo Carlo Caffarra denuncia o silêncio da mídia sobre as perseguições na Índia

Índia: «Nossa fé é mais importante que nossas vidas» [09-09-2008]
Êxito da jornada de jejum e oração convocada no domingo passado

Índia: cristãos obrigados a converter-se e atacar igrejas [05-09-2008]
Denuncia o porta-voz dos bispos do país

Apelo da Cáritas a favor das vítimas das inundações na Índia [04-09-2008]

Dia de oração e jejum pelos cristãos na Índia [02-09-2008]

Religiões para uma pedagogia da paz [31-08-2008]
Cardeal Jean-Louis Tauran interveio no Meeting de Rímini

Escolas católicas na Índia fecham em protesto [29-08-2008]
Vítimas da perseguição aos católicos já são 26

Europa deve ajudar os cristãos perseguidos na Índia [27-08-2008]
Apelo do vice-presidente do Parlamento Europeu

Papa pede fim imediato da violência na Índia [27-08-2008]
Dirige-se em particular aos líderes religiosos e às autoridades civis

Nacionalismo hindu, culpado pela violência contra cristãos [27-08-2008]
Arcebispo de Cuttack-Bhubaneswar está angustiado com a sorte de seus fiéis

Acusações contra cristãos na Índia são absurdas, afirma núncio [27-08-2008]
Dom Quintana: a Igreja seguirá trabalhando pelos mais pobres

Índia: continuam ataques aos cristãos [26-08-2008]
Uma grande manifestação em Hyderabad pede proteção ao Governo frente à violência

Santa Sé pede fim do massacre de cristãos na Índia [26-08-2008]
Violência explodiu dia 23 de agosto por parte de fundamentalistas hindus

Índia: missionária queimada viva por extremistas hindus [26-08-2008]
Outra religiosa foi violentada


Sendo o país de Gandhi, ficamos muito admirados com esta onda de violência.
Pedimos a V.Exa que interceda junto de S.Exa o Primeiro-Ministro da União Indiana para que tome as medidas urgentes para garantir a paz e segurança dos Cristãos Indianos.