sexta-feira, maio 30, 2008

Parabéns ao MEP

Porque nem só de coisas menos boas é feita a política,
Porque ainda existem pessoas que pensam colectivamente,
Porque ainda existem pessoas que não pensam em proveito próprio,
Porque ainda existem pessoas que se entregam a causas que acreditam,
Porque ainda existem pessoas que sentem que é possível fazer mais e melhor,
Porque ainda existem pessoas que lutam por ideiais humanistas e por um mundo melhor ...

Posso dizer-vos que fiquei extremamente alegre com a notícia pulicada pelo meu amigo Ângelo Ferreira no seu blog pessoal, informando que já conseguiram atingir as 7500 assinaturas para poderem constituir-se como partido político.

Força continuem e acho que começam agora na realidade o verdadeiro trabalho / luta. Para poderem transmitir à opinião pública que ainda existem pessoas que acreditam na verdadeira e real política! Os meus mais sinceros parabéns à equipa regional de Aveiro em particular e a toda a equipa nacional do MEP.

Porque eu também sou dos que acredito que MELHOR É POSSìVEL !
Enfim, coisas da vida ...

quarta-feira, maio 28, 2008

O Portugal em que vivemos hoje

Depois de uns dias de descanso volto às lides cibernéticas, com um texto interessante e revelador do estado de espírito de muitos portugueses.

Enfim, coisas da vida ...

Uma adolescente de 16 anos pode fazer livremente um aborto mas não pode por um piercing.
Um cônjuge para se divorciar, basta pedir;
Um empregador para despedir um trabalhador que o agrediu precisa de uma sentença judicial que demora 5 anos a sair.
Na escola um professor é agredido por um aluno.
O professor nada pode fazer, porque a sua progressão na carreira está dependente da nota que dá ao seu aluno.
Um jovem de 18 anos recebe €200 do Estado para não trabalhar; um idoso recebe de reforma €236 depois de toda uma vida do trabalho.
Um marido oferece um anel à mulher e tem de declarar a doação ao fisco.
O mesmo fisco penhora indevidamente o salário de um trabalhador e demora 3 anos a corrigir o erro.
O Estado que gasta 6 mil milhões de euros no novo Aeroporto recusa-se a baixar impostos porque não tem dinheiro.
Nas zonas mais problemáticas das áreas urbanas existe 1 polícia para cada 2.000 habitantes; cada Ministro tem 4 polícias guarda-costas; o Governo diz que não precisa de mais polícias.
Numa empreitada pública, os trabalhadores são todos imigrantes ilegais que recebem abaixo do salário mínimo e o Estado não fiscaliza.
Num café, o proprietário vê o seu estabelecimento ser encerrado só porque não tinha uma placa a dizer que é proibido fumar.
Um cão ataca uma criança e o Governo faz uma lei.
Um professor é sovado por um aluno e o Governo diz que a culpa é de causas sociais.
O IVA de um preservativo é 5%. O IVA de uma cadeirinha de automóvel, obrigatória para quem tem filhos até aos 12 anos, é 21%.
Numa entrevista à televisão, o Primeiro-Ministro define a Política como 'A Arte de aprender a viver com a decepção'.
Estaremos, como Portugueses, condenados?

quinta-feira, maio 15, 2008

Somos um ...

Quando ouço esta música, nunca a associei ao filme "Rei Leão"!
Mas de facto tem tudo a ver!!!

Somos um, eu e Tu, somos Um.
Somos um, eu e Nós, somos Um.

Enfim, coisas da vida ...


quarta-feira, maio 14, 2008

Só porque ... !

Por vezes fazemos juízos de valor acerca das pessoas mesmo ainda sem as conhecer minimamente. De facto, temos esse enorme defeito, julgar sem avaliarmos a questão:
só porque ouvimos dizer ... !
só porque essa pessoa não é bem vista pela sociedade ... !
só porque achamos que ela é ... !
só porque ... !
Enfim, arranjamos um sem número de razões para justificar o nosso afastamento e a nossa posição cómoda e importante (julgamos nós). Como JC nos dizia "Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados» (Lucas 6,37). " penso que ainda temos dificuldade em assimilar aquilo que Ele nos queria dizer, ou não?

Para ilustrar isto que acabo de escrever, deixo-vos aqui uma anedota, bem humorada mas que revela esse espírito.

Enfim, coisas da vida ...


Num autocarro, um padre senta-se ao lado de um sujeito bêbedo que com alguma dificuldade lê o jornal.
De repente, com uma voz um pouco "empastada", o bêbedo pergunta ao padre:
— O senhor sabe o que é artrite?
Irritado, o pároco responde num tom irado:
— É uma doença provocada pela vida pecaminosa e sem regras: mulheres, promiscuidade, farras, excesso do consumo de álcool e outras coisas que nem digo!
O bêbedo calou-se e continuou com os olhos fixos no jornal.
Alguns minutos depois, o padre, achou que tinha sido muito duro com o bêbedo e diz tentando amenizar:
— Há quanto tempo o senhor está com artrite?
— Eu? Eu não tenho artrite! Segundo este jornal, quem tem é o Papa…

anedota recebida por email enviada pelo nogueira

terça-feira, maio 13, 2008

Uma história de/da vida ...

Li esta "história" num dos meus blogs favoritos, o do "Pe. Migalhas". Certamente muitos de vós já conheceis esta história, mas hoje não sei porquê, apeteceu-me coloca-la como reflexão.

Enfim, coisas da vida ...

"Ela deu um pulo assim que viu o cirurgião a sair da sala de operações. Perguntou-lhe:

'Como é que está o meu menino? Ele vai ficar bom? Quando é que eu o posso ver?'

O cirurgião disse:

'Tenho pena. Fizemos tudo, mas o seu filho não resistiu.'

Ela perguntou:

'Porque é que as crianças pequenas têm cancro? Será que Deus não se preocupa? Onde estavas Tu, Deus, quando o meu filho necessitava?'

O cirurgião perguntou:

'Queres estar algum tempo com o teu filho antes de ele ser transportado para a universidade? Uma das enfermeiras irá sair dentro de alguns minutos com o corpo dele.'

Ela pediu à enfermeira para ficar com ela enquanto se despedia do filho. Passou os dedos pelo cabelo ruivo do seu filho.

'Quer um caracol do cabelo?' perguntou a enfermeira. Abanou com a cabeça a dizer que sim. A enfermeira cortou o cabelo e colocou-o num saco de plástico.

Ela disse à enfermeira: 'Foi ideia do Jimmy doar o seu corpo para a universidade. Ele disse que talvez pudesse ajudar outra pessoa. No início, eu disse que não. Mas o Jimmy disse: 'Mãe, eu não vou necessitar do meu corpo depois de morrer. Talvez possa ajudar outro menino a ficar mais um dia com a sua mãe. '... O meu Jimmy tinha um coração de ouro. Estava sempre a pensar nos outros. Sempre disposto a ajudar se ele pudesse.'

Depois de ter passado a maior parte dos últimos seis meses no hospital, ela saíu de lá, hoje, pela última vez. Colocou o saco com as coisas do seu filho no banco do carro, ao lado dela. Se foi difícil a viagem para casa, muito mais difícil foi entrar na casa vazia. Levou o saco com as coisas do Jimmy, incluindo o cabelo, para o quarto do seu filho. Começou a colocar os carros e as outras coisas no quarto, exectamente nos locais onde ele sempre os teve. Deitou-se na cama dele, agarrou na almofada e chorou até se deixar adormecer.

Era quase meia noite quando acordou e, ao lado dela, estava uma carta. Abriu-a.

'Querida mãe.

Eu sei que vais ter muitas saudades minhas. Mas não penses que me vou esquecer de ti, ou que vou deixar de te amar, só porque eu não vou estar por perto para te dizer 'amo-te'. Eu vou amar-te para sempre. Um dia vamos estar juntos de novo. Mas até chegar esse dia, se quiseres adoptar um menino para não ficares tão sozinha, tudo bem. Ele pode ficar com o meu quarto e as minhas coisas para brincar. Mas se decidires adoptar uma menina, talvez ela não goste das coisas que nós rapazes gostamos. Vais ter que comprar bonecas e outras coisas que as meninas gostam. Não fiques triste a pensar em mim. Este lugar é mesmo porreiro. Os avós vieram ter comigo assim que eu cheguei, para me mostrarem este lugar. Mas vai demorar muito tempo para eu ver tudo. Os anjos são mesmo fixes. Eu adoro vê-los a voar. E sabes uma coisa? O Jesus não se parece nada como se vê nas fotos. Embora que, assim que O vi, logo O reconheci. Ele levou-me a visitar Deus! E sabes uma coisa? Sentei-me no seu colo e falei com Ele, como se eu fosse uma pessoa importante. Foi nessa altura que eu Lhe disse que queria escrever esta carta para ti, para te dizer adeus e tudo o mais. Mas eu já sabia que não era permitido. Mas sabes uma coisa, Mãe? Deus entregou um papel e a sua caneta pessoal para eu poder escrever esta carta para ti. E acho que é o anjo Gabriel que te vai entregar esta carta. Deus disse para eu responder a uma das perguntas que tu Lhe fizeste: 'onde estava Ele quando eu mais precisava'? Deus disse que estava exactamente no mesmo sítio onde estava quando o seu Filho foi crucificado. Ele estava presente exactamente da mesma maneira como está com todos os seus filhos. Mãe, só tu é que consegues ver o que eu escrevi; mais ninguém. As outras pessoas vêem este papel em branco. É mesmo fixe, não é? Agora, eu tenho que dar a caneta de volta a Deus para Ele poder escrever no seu Livro da Vida. Esta noite vou jantar na mesma mesa com Jesus. Tenho a certeza que a comida vai ser boa. Ah!... Já me estava a esquecer: já não tenho dores, o cancro já se foi embora. Ainda bem, porque já não podia mais e Deus também não podia ver-me assim. Isso foi quando Ele enviou o Anjo da Misericórdia para me vir buscar. O anjo disse que eu era uma encomenda especial! O que dizes a isso?

Assinado com amor, de Deus, Jesus e de Mim.' "

sexta-feira, maio 09, 2008

Faz amanhã 17 anos que ...

Pois é, faz precisamente amanhã (11 de Maio) 17 anos que comecei a namorar com aquela que ainda hoje é e será a minha mulher, se assim Deus o permitir.
De facto é maravilhoso termos alguém para amar e para estar connosco nos bons e nos maus momentos.
Deixo aqui esta pequena mas natural homenagem à Gaby, ela é de facto uma grande mulher.
A cada dia que passa sinto que a amo cada vez mais.

Muito obrigado Deus por me teres "dado" aquela que comigo faz caminho em direcção a Ti.

Sinto que, com ela ao meu lado é muito mais facil viver a vida e sentir a felicidade e o gosto de viver em cada dia.
Realmente como papa J.P.II disse na sua teologia do corpo: na relação entre um homem e uma mulher que realmente se amam e unidos pelo sacramento do matrimónio, eles já fazem a experiência do paraíso, isto é, já conseguem perceber qual é realmente a verdadeira felicidade e a comunhão entre Deus e a humanidade - o amor de Deus revela-se no meio e por meio deles e quando unidos já conseguem pressentir o que é a realidade escatológica.

AMO-TE muito Gaby!

Enfim, coisas da vida ...



Mais do que a luz das estrelas
O Meu universo és tu
Se eu puder ter a oportunidade
Eu juro todo o teu amor merecer






quinta-feira, maio 08, 2008

Hoje acordei com ...

Vontade de ir de férias.
Vontade de abraçar a minha vida (Afonso e Gaby)!
Vontade de ir para a praia ...
Vontade de ir para o campo ...
Vontade de não ir trabalhar ...
Vontade de ir até ... com eles e com Ele.
Vontade de dar graças a Deus pela minha vida e pela família espectacular que tenho.

Enfim, coisas da vida ...

quarta-feira, maio 07, 2008

Diocese de Aveiro na Internet

Depois de um tempo «off line», os diocesanos de Aveiro voltaram ao mundo virtual. www.diocese-aveiro.pt é o novo endereço para encurtar distâncias na Igreja portuguesa.
D. António Francisco dos Santos, Bispo de Aveiro, dá conta que o sítio na Internet visa uma “articulação entre a Diocese e a Ecclesia”, num serviço “que a comunicação deve prestar à evangelização”.

Este projecto integra “o trabalho realizado na Sociedade Tempo Novo que abrange o Jornal Diocesano «Correio do Vouga», a Livraria Santa Joana, a Editorial da Diocese e agora o Site Diocesano", explica o bispo diocesano.

Como responsável da página da Internet foi nomeado Fernando Cassola Marques.

Na nota de abertura, D. António Francisco dos Santos aponta a Internet como um “caminho deslumbrante, cheio de magia e de fascínio”, que se abre à evangelização com novo encanto e, é igualmente “um meio imprescindível para construir a comunhão humana e eclesial”.

De notícias, de apontamentos históricos e contactos diocesanos é feita esta “comunhão humana”. No sítio da Internet é possível consultar todo programa pastoral da diocese para o ano 2007-2008, aceder a horários das eucaristias diocesanas, mas estar em ligação com a igreja nacional através da presença das “últimas na Agência Ecclesia”.

A página na Internet foi disponibilizada no Dia Mundial das Comunicações Sociais, assinalado no passado dia 4 de Maio. “É intencional esta escolha”, reconhece D. António Francisco dos Santos. “No contexto da mensagem de Bento XVI para este dia deve ser nosso lema procurar a verdade e partilhá-la”.

in
Agência Ecclesia

Enfim, coisas da vida

segunda-feira, maio 05, 2008

Diocese de Aveiro online


Tenho a honra e o prazer de informar os meus estimados leitores e amigos que o sítio da Diocese de Aveiro já se encontra online, desde o passado domingo da Ascenção do Senhor, dia 4 de Maio, dia Mundial das Comunicações Sociais. Foi um trabalho árduo de algumas pessoas empenhadas neste projecto mas é bastante gratificante perceber que conseguimos trilhar caminho. Como escrevi a comunicar o seu lançamento oficial, penso que é agora o maior esforço que temos de empreender, dado que é preciso alimentar e fornecer conteúdos para que o sítio não seja estático. Temos bastantes projectos em mente no sentido de fornecermos ao sítio uma interactividade e melhoramentos significativos. Este é somente o projecto em fase embrionária. Mas o que é preciso é fazermo-nos "ao largo", certo?
Como nos diz o nosso Bispo na sua mensagem de abertura, "Vindes ao encontro de uma Igreja que deseja ser âncora de um mundo novo e farol a iluminar os navegantes em busca de uma sociedade melhor." penso que estão lançadas então as redes na rede!

para quem ainda não tem o endereço:: http://www.diocese-aveiro.pt

Enfim, coisas da vida ...

sexta-feira, maio 02, 2008

[música] O que ando a ouvir

Descobri recentemente num anúncio da rádio nacional antena 1, um grupo musical muito interessante. É tão interessante que actualmente ando a deliciar-me com as suas sonoridades.
O ritmo bossa-nova, latino, jazz que tudo misturado transmite uma calma e um gostinho especial ao ouvi-los.
Estou a falar dos "Couple Coffee" - aconselho pois então vivamente que se deliciem a ouvir as suas músicas num sítio calmo e relaxante, acompanhados de um bom livro ou claro está de uma boa companhia. Certamente é uma boa maneira de se passar um bom fim-de-semana.
Aqui fica um exemplo da sua sonoridade.


Enfim, coisas da vida ...