quarta-feira, maio 14, 2008

Só porque ... !

Por vezes fazemos juízos de valor acerca das pessoas mesmo ainda sem as conhecer minimamente. De facto, temos esse enorme defeito, julgar sem avaliarmos a questão:
só porque ouvimos dizer ... !
só porque essa pessoa não é bem vista pela sociedade ... !
só porque achamos que ela é ... !
só porque ... !
Enfim, arranjamos um sem número de razões para justificar o nosso afastamento e a nossa posição cómoda e importante (julgamos nós). Como JC nos dizia "Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados» (Lucas 6,37). " penso que ainda temos dificuldade em assimilar aquilo que Ele nos queria dizer, ou não?

Para ilustrar isto que acabo de escrever, deixo-vos aqui uma anedota, bem humorada mas que revela esse espírito.

Enfim, coisas da vida ...


Num autocarro, um padre senta-se ao lado de um sujeito bêbedo que com alguma dificuldade lê o jornal.
De repente, com uma voz um pouco "empastada", o bêbedo pergunta ao padre:
— O senhor sabe o que é artrite?
Irritado, o pároco responde num tom irado:
— É uma doença provocada pela vida pecaminosa e sem regras: mulheres, promiscuidade, farras, excesso do consumo de álcool e outras coisas que nem digo!
O bêbedo calou-se e continuou com os olhos fixos no jornal.
Alguns minutos depois, o padre, achou que tinha sido muito duro com o bêbedo e diz tentando amenizar:
— Há quanto tempo o senhor está com artrite?
— Eu? Eu não tenho artrite! Segundo este jornal, quem tem é o Papa…

anedota recebida por email enviada pelo nogueira

1 comentário:

Paulo disse...

Sempre dá para rir um pouco afinal, por vezes fazemos juizos de valor, mesmo que não queiramos.