terça-feira, abril 22, 2008

[Parar e reflectir] Porquê?

Hoje nas minhas visitas obrigatórias a alguns blogs que considero de excelência, devo dizer no entanto que não são dos mais visitados na blogosfera. Ou seja, os abruptos, discussões filosóficas sobre quem irá liderar o PSD e afins, passam-me ao lado. Fiquei a reflectir e muito sobre o texto que o Pe. "migalhas" lá escreveu. Certamente seria esse o seu objectivo, deixar-nos a pensar sobre o tema. Devo dizer que de facto conseguiu.

PORQUÊ?

É a pergunta que me vem à mente sempre que penso nas horas que passei no último dia de estágio no INEM.
Porque é que uma grandíssima parte das chamadas que recebemos são de pessoas que vivem em solidão?
De várias camadas etárias. Mas, para o final do dia e princípio da noite, as pessoas idosas não se cansavam de ligar a pedir ajuda. "Estou doente". "Sinto-me mal". "Acho que vou morrer". "Parece que o meu coração pára". "Acudam-me que me sinto aflito". "Mandem-me depressa uma ambulância". "Salvem-me antes que eu acabe com a minha vida".
Porquê? Em que sociedade é que estamos?
Quais as nossas prioridades? Qual a nossa escala de valores?
Será que estamos a atender um cãozinho de estimação ou um gatinho, enquanto deixamos no esquecimento um ser humano que, por acaso, até é nosso familiar ou nosso vizinho? Porquê? Porquê?
Um abraço enorme, do tamanho do universo, a todos(as) os(as) que atendem as chamadas do 112 no INEM. Admiro-vos. A vossa paciência. O vosso profissionalismo. O vosso afecto. Depois de tantas horas só a ouvirem misérias humanas, é maravilhoso ver a vossa presença de espírito no atendimento a cada caso (único, pessoal, diferente de todos os outros). Obrigado em nome de tantos e tantas que já foram salvos(as) por cada um de vós. Admiro-vos pela vossa capacidade de 'encaixe' em situações tão diferentes umas das outras.
Admiro-vos, a todos vós que trabalhais no INEM: VMER, CBR1, SIV, CODU. Médicos, Enfermeiros, Técnicos...Imensamente grato pelas horas de estágio que me proporcionastes.


E vocês, também ficaram a reflectir sobre este texto?

Enfim, coisas da vida ...

[imagem meios do INEM] fonte:
www.inem.pt

1 comentário:

Kijar disse...

See Please Here